NOVA MUTUM, 08 de Agosto de 2022
icon weather 21 º 39 º
DÓLAR: R$ 5,11
Logomarca

GERAL Sábado, 25 de Junho de 2022, 17:25 - A | A

JUSTIÇA

Juiz dá absolvição sumária a homem que matou e arrancou coração da tia em MT

Assassino deve ser internado em SP, com todas as despesas pagas pelo Estado de Mato Grosso

Euziany Teodoro/ReporterMT

Foto: Reprodução

image

O juiz Anderson Candiotto, da comarca de Sorriso (a 420 km de Cuiabá), concedeu absolvição sumária a Lumar Costa da Silva, o homem que matou a tia, Maria Zelia da Silva Cosmos, a facadas, arrancou o coração dela e entregou à filha da mulher. O crime aconteceu em 2019 e ganhou repercussão nacional, chocando pela crueldade do ato.

A decisão foi assinada nesta sexta-feira (24) e acata laudos psiquiátricos que comprovam a bipolaridade do criminoso. Agora, ele deverá ficar internado em um hospital psiquiátrico em São Paulo, com todas as despesas pagas pelo Estado de Mato Grosso.

“A despeito de provada a autoria e a materialidade, a imposição de pena ao réu se mostra inviável, isso porque o laudo de insanidade mental demonstrou que o réu é inimputável, sendo de rigor, portanto, a absolvição imprópria (...); em síntese, o réu não é culpável”, escreveu Candiotto.

Ainda que tenha inocentado, o juiz destaca que o homem não pode ser colocado em liberdade, pois sua condição mental representa alta periculosidade tanto para ele, quanto para a sociedade. Assim, determinou sua internação.

“O réu não faz jus ao benefício de aguardar eventual recurso em liberdade, dada a extrema gravidade dos crimes praticados e sua manifesta periculosidade, revelando-se a manutenção de sua custódia necessária para a segurança da sociedade e do próprio acusado.”

Atualmente, Lumar está internado no Hospital Estadual Adauto Botelho, onde faz tratamento psiquiátrico. Com a decisão, ele deve ser transferido para o Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico de Franco da Rocha, em São Paulo.

O Ministério Público de Mato Grosso (MPMT), responsável pelo processo, ainda pode recorrer da decisão.

 

O crime

Lumar veio de São Paulo para o município de Sorriso, à procura de oportunidades e emprego, e se instalou na residência da tia, a vítima Maria Zelia da Silva Cosmos, que era evangélica e aceitou abrigá-lo até que ele se estabilizasse.

Conforme consta nos autos, o comportamento do homem mostrou-se inadequado logo nos primeiros dias de convivência, vindo a causar certo desconforto à vítima. Em certa ocasião, enquanto Lumar ouvia música num volume muito alto, a tia pediu que e procurasse outro lugar para morar.

No dia 2 de julho de 2019, ele foi até a casa da tia, já com o intuito de matá-la. Ele a encontrou sentada na área e chamou para conversar dentro da residência. Assim que ela entrou, totalmente desprotegida, o homem a surpreendeu com diversos golpes de faca.

Com a vítima no chão, Lumar dilacerou o peito dela e retirou o coração.

Ele ainda roubou dela R$ 800 em dinheiro e saiu do local com o coração em uma sacola plástica.

Então, o assassino foi até a residência da filha de Maria e colocou o coração sobre um tanque, contando o que havia acabado de fazer. Não satisfeito, roubou o carro da mulher e tentou fugir com a filha dela, uma menina de apenas 7 anos, por quem disse estar apaixonado.

Ele só desistiu do sequestro após a intervenção do tio da mulher.

Depois de sair do local, Lumar jogou o carro roubado em uma estação de energia e tentou colocar fogo no local, momento em que foi preso.



Comente esta notícia

#data.gblcdn
#identificação por empresa