NOVA MUTUM, 14 de Junho de 2024
icon weather 22 º 32 º
DÓLAR: R$ 5,38
Logomarca

GERAL Sexta-feira, 14 de Julho de 2017, 18:56 - A | A

14 de Julho de 2017, 18h:56 - A | A

GERAL /

Nova Mutum: Proposta do Plano Municipal de Saneamento Básico é apresentada à comunidade



Foram apresentadas à comunidade mutuense as propostas elencadas no Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) que prevê um plano de atuação pelos próximos 20 anos.  A audiência pública foi realizada na última quarta-feira, 12, no auditório da Câmara Municipal de Vereadores.

PMSB é um documento que funcionará como instrumento de desenvolvimento do Município na área do saneamento, estabelecendo diretrizes e trazendo diversos benefícios para a população, melhorando a qualidade de vida.

No caso de Nova Mutum o Plano Municipal de Saneamento Básico é coordenado por professores técnicos e alunos bolsistas da Universidade Federal do Estado de Mato Grosso (UFMT), além de engenheiros contratados para levantar as demandas de cada município.

Durante a reunião foram apresentados à população os avanços e os diagnósticos do Município, bem como a proposta de debate de eixos que fazem parte da construção do Plano Municipal de Saneamento Básico, que vão desde o abastecimento de água potável; captação de água, tratamento, reservatórios e distribuição esgoto sanitário; coleta, transporte, tratamento de disposição final adequados dos esgotos sanitários, desde as ligações prediais até seu lançamento final no meio ambiente.

“Este é o planejamento inicial, é a primeira fase para a futura execução. Este debate facilitará aas tomadas de decisões e melhorias que a Prefeitura de Nova Mutum e instituições irão realizar à área”, destaca Ana Elisa Mertinelli, membro da equipe da FUNASA.

Conforme a diretora do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), Carmem Casagrande o debate é amplo, pois trata de assuntos fundamentais. "Abordamos assuntos estratégicos como manejo de resíduos sólidos, manejo de águas pluviais e uma série de itens, por isso é importante que a população auxilie e principalmente participe", afirma.

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) entregou uma minuta do projeto que pode ser aceito na sua totalidade ou alterado conforme as exigências locais prevista tanto na lei orgânica ou no Plano Diretor Participativo.

Fonte:Assessoria



Comente esta notícia