NOVA MUTUM, 23 de Maio de 2024
icon weather 23 º 35 º
DÓLAR: R$ 5,15
Logomarca

MARLI VIEIRA Terça-feira, 06 de Fevereiro de 2018, 20:11 - A | A

06 de Fevereiro de 2018, 20h:11 - A | A

MARLI VIEIRA / MARLI VIEIRA

COLUNA: Já aprendeu a lidar consigo mesmo?

Marli Vieira
Nova Mutum



Muito comum entre as pessoas é o ato da autopunição, embora muitos discordem e outros se julguem autossuficiente. Dizer por favor, muito obrigada, ser gentil e ser paciente são qualidades as quais não há como mencionar o quanto vale e é importante para a boa convivência e harmonia no lar, trabalho, entre amigos ou colegas apenas.

Autopunição faz com que algumas pessoas estejam sempre se desculpando por tudo, enquanto outras não conseguem se desculpar nem pelo óbvio, o aparente, o que todos percebem como inadequado, quase um sofisma (Argumento enganador: 1 falácia, argumentação, evasiva, manobra, paralogismo, cavilação, chicana, torcedura. Fraude ou engano: 2 fraude, engano, enganação, tapeação, mentira, logro, embuste, engodo, ardil, burla) .... não, não, não... Isto está mais para uma balança descompensada.

Mas o que interessa realmente levar em conta no cotidiano:

1 – “Paciência é uma virtude, quem não nasceu com ela, deve aprender a adquiri-la”, (a frase criei há anos quando minhas filhas eram pequenas), sei que aos poucos foram assimilando com as experiências vividas no dia a dia e eu mais ainda.

2 – Por favor, é uma questão de educação, mas usado em demasia torna-se falácia (Que é falso e engana: 1 falsidade, mentira, engano, fingimento, hipocrisia, insinceridade, trapaça, logro, engodo, burla, ardil, léria, lábia, falseta. Alarido provocado por falatório: 2 falatório, falação, tagarelice, algazarra, alarido, vozerio, palavreado), e acaba irritando, você pode ser educado sem ser repetitivo, há vários sinônimos para se usar durante o dia, e assim possuir um vocabulário rico e ao mesmo tempo simples, de fácil entendimento a todos e gentil no conceito dos demais.

3 – Aprenda dizer NÃO, um sábio disse uma vez que “Antes de dizer não se deve molhar os lábios com mel”, faz todo o sentido, raras exceções, essas sempre existem em tudo. Mas dizer não faz parte da sua autoconfiança, dizer sim demais pode levar-te a uma destruição de sua essência, mas dizer não demais pode fazer-te uma pessoa antipática que muitos podem procurar evitar, como tudo na vida é preciso à medida certa, ou aproximada. E agora???? Qual a medida certa???...???

- Dou-te uma dica: mas não tenho a receita e nem posso dizer que irá funcionar sempre: busque conhecer-se melhor, o que gosta e o que não gosta, o que é bom para você deve ser boa para o próximo, seu semelhante, uma mesma água não pode fazer bem a um e mal a outra, então o que não é bom para você certamente não será bom para o outro... já é um começo para o autoconhecimento.

COLUNA MARLI

 

4 – Gratidão: é o mais difícil de aprender, aprenda a ser grato por tudo. Coisas boas te fazem feliz, sorrir, realizar-se, mas coisas ruins podem provocar o mesmo efeito. No primeiro impacto parece ser muito ruim, mas no silêncio da meditação diária (AQUELES DEZ (10) MINUTINHOS QUE SEI QUE VOCÊ TIRA AO ACORDAR E ANTES DE DORMIR, não é mesmo?) Como dizia, ao primeiro impacto pode parecer muito ruim, mas com o passar das horas, dias, meses ou até anos verá que isto te trouxe experiência impossíveis de serem avaliadas e mudaram o rumo de sua vida, se pudesse voltar no tempo optaria pela experiência dolorosa somente para sentir-se bem e livre hoje. É como quebrar castanha do Pará, difícil e às vezes até o martelo atinge o dedo, mas o sabor... vale a pena. (Não gosta de castanha? Troque por doce, mas não esqueça que engorda)

Como tudo na vida, o que aparentemente é bom engorda, faz mal ou é pecado. Então seu autoconhecimento te levará ao bom sem engordar, fazer mal ou pecar contra si mesmo, contra o próximo, ou conta seu Deus. Os Agnósticos devem entender e poder explicar isto melhor e com maior simplicidade. Já os Ateus, ah os ateus... como diria um grande amigo e filósofo com o qual tive a oportunidade de trabalhar por alguns anos: Sou Ateu Graças a Deus... não é preciso dizer mais nada não, não é mesmo?

NAMASTÊ



Comente esta notícia