NOVA MUTUM, 13 de Junho de 2024
icon weather 19 º 36 º
DÓLAR: R$ 5,37
Logomarca

GERAL Terça-feira, 26 de Dezembro de 2017, 12:56 - A | A

26 de Dezembro de 2017, 12h:56 - A | A

GERAL / ECONOMIA

Prefeito aponta avanços em obras mesmo com redução de R$ 18 milhões na arrecadação em Nova Mutum

Só Notícias
Nova Mutum



O prefeito de Nova Mutum, Adriano Pivetta, avaliou, em entrevista,que, no primeiro ano de mandato, mesmo a redução expressiva de pelo menos R$ 18 milhões na arrecadação, foi possível avançar com construções de uma escola rural, sede própria de um Pronto Atendimento e ampliação de algumas unidades escolares na cidade. Ele apontou que a prefeitura manteve a folha salarial dos servidores em dia e o pagamento dos fornecedores.

“Mesmo com o cenário econômico ruim nós conseguimos atingir nossas metas estipuladas no primeiro ano de mandato. Por mais que tivemos uma queda expressiva de pelo menos R$ 18 milhões na arrecadação. Por isso, nós trabalhamos com uma margem de segurança com bastante economia dos gastos. Pagamos os 13º salários dos servidores ainda no mês de novembro e já estamos para quitar a folha de dezembro. Estamos com os fornecedores em dias. Não há repasses atrasados”, disse.

Pivetta disse ainda que foi possível cumprir as metas com o setor da saúde e avançar com licitações para o próximo ano. “Conseguimos licitar dois Postos de Saúde. Já foi dada ordem de serviço e as obras deve começar no próximo ano. Com isso, vamos fechar 100% de atendimento da saúde básica na nossa cidade. Estamos construído uma escola nova em uma comunidade rural. Está ocorrendo ampliação das escolas da cidade. Estamos mantendo e até ampliando alguns serviços de saúde. Conseguimos construir um Pronto Atendimento novo. Anteriormente, funcionava em prédio alugado", disse.

O gestor municipal previu que o próximo ano será melhor, mas que manterá a cautela. “Nós acreditamos muito no próximo ano. Será um ano melhor. Teremos que ter cautela. Esse ano foi o que fizemos. Tivemos bastante calma nos primeiros quatro meses, onde analisamos e tivemos uma visão mais afinada da arrecadação. Pretendemos iniciar o ano concluindo obras que começamos esse ano. Acredito que teremos surpresas boas. A safra será recorde, as projeções estão favoráveis e conseguiremos alcançar as metas do próximo ano", concluiu.



Comente esta notícia