NOVA MUTUM, 16 de Julho de 2024
icon weather 17 º 34 º
DÓLAR: R$ 5,45
Logomarca

SINOP Sexta-feira, 23 de Abril de 2021, 17:28 - A | A

23 de Abril de 2021, 17h:28 - A | A

SINOP / IRRESPONSABILIDADE FATAL

Motorista dá ‘cavalinho de pau’, bate contra motocicleta e mata mulher em Sinop-MT

Acidente aconteceu na noite dessa quinta-feira (22) na Avenida André Maggi, bairro Vitória Régia, em Sinop.

Mário Andreazza/RepórterMT
Sinop-MT



Rosiane Vargas, 45 anos, morreu na noite dessa quinta-feira (22) vítima de um acidente de trânsito causado pelo motorista de um Chevrolet Opala na Avenida André Maggi, bairro Vitória Régia, em Sinop (500 km da Capital).

Ela seguia na garupa de uma motocicleta Honda Fan, quando o veículo foi atingido pelo Opala, que teria invadido a contramão da avenida em uma manobra conhecida como ‘cavalinho de pau’.

O Corpo de Bombeiros prestou atendimento de primeiros socorros ao piloto, 41 anos, e a Rosiane, encaminhou os dois ao Hospital Regional, mas ela não resistiu.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e identificou o motorista no local do acidente. O acusado apresentava sinais de embriaguez e confessou aos militares ter bebido cerveja, mas se negou a fazer o teste do bafômetro.

Sobre as circunstâncias do acidente, ele explicou que trafegava pela Ruas dos Mognos quando teria parado para abastecer, porém, o posto de combustíveis estava fechando e a passagem de veículos já estava gradeada, então, o frentista teria orientado para que ele desse a volta e usasse a outra entrada.

O acusado preferiu cortar caminho, tentou fazer a manobra no local invadindo a contramão, quando o Opala bateu de frente contra a motocicleta.

Testemunhas teriam relatado que o acusado deu um 'cavalinho de pau' para realizar a manobra pela contramão e causou a tragédia.

Os militares ainda pediram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no entanto, ele disse que não tem a permissão para dirigir.

O acusado foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde foi ouvido pelo delegado de plantão e colocado à disposição da Justiça.



Comente esta notícia