NOVA MUTUM, 23 de Julho de 2024
icon weather 17 º 32 º
DÓLAR: R$ 5,57
Logomarca

SORRISO Quinta-feira, 13 de Junho de 2024, 13:41 - A | A

13 de Junho de 2024, 13h:41 - A | A

SORRISO / EM QUITINETE

Acusado de estuprar aluno de 6 anos, professor é achado morto em Sorriso/MT

JK NOTICIAS
Sorriso/MT



O professor do ensino fundamental do município de Sorriso, Josias Souza, de 38 anos, que chegou a ser preso em flagrante em 4 de junho pela equipe da Delegacia da Polícia Civil por crime sexual contra um estudante de 6 anos, foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (13) dentro da quitinete onde morava, no bairro Flor do Cerrado, em Sorriso. As informações iniciais apontam que o homem tenha tirado a própria vida.

A Polícia Civil e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) estão no local tomando as providências cabíveis ao caso. As circunstâncias da morte também são apuradas.

Josias foi preso após o Núcleo de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica e Sexual ter sido acionado pela Secretaria Municipal de Educação, que encaminhou uma notificação de violência relatando as atitudes do professor, inclusive com a análise de imagens das câmeras de segurança da sala de aula. Em uma atividade orientativa sobre as ações do movimento Maio Laranja, com palestra sobre exploração sexual infantojuvenil realizada no dia 3 de junho na escola, alguns participantes relataram que o professor fazia ‘brincadeiras’ com toques, como colocar a mão por dentro da camiseta dos alunos e cócegas nas crianças.

As atitudes foram informadas à direção da escola, que observou a conduta do professor na sala de aula por meio de filmagens do circuito interno da sala de aula, onde ele aparece conduzindo um aluno para os fundos da sala e depois se posicionou com a criança atrás de uma carteira, no último assento da sala. Ali, o suspeito ficou sentado no chão com a vítima, por quase 10 minutos.

Estranhando a situação, uma colaboradora entrou na sala e foi até o professor, quando viu a criança deitada no chão de barriga para cima e chamou o suspeito, pedindo que ele entregasse um documento à direção. O suspeito foi até um armário da sala de aula, quando a testemunha relatou que o viu com ereção no órgão sexual.

A mãe da criança foi ouvida e contou em depoimento que o professor vinha, há meses, presenteando a criança com agrados como skate, mochila, garrafas; e ainda pediu para que pudesse levar o menor em casa após as aulas, alegando que queria ajudar a mãe da criança. À época, o professor, de 38 anos, foi conduzido à Delegacia de Sorriso, e autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável.



Comente esta notícia