NOVA MUTUM, 03 de Julho de 2022
icon weather 20 º 31 º
DÓLAR: R$ 5,33
Logomarca

LUCAS DO RIO VERDE Domingo, 24 de Abril de 2022, 21:43 - A | A

POLÍCIA

Jovem que ateou fogo em viatura é detido pela Polícia Civil de Lucas do Rio Verde

Caso aconteceu na noite de ontem (23) por volta de 22h40. Investigação prossegue para averiguar responsabilidade

Cenário MT
Lucas do Rio Verde-MT

Foto: Reprodução

image

Foi detido no final da manhã deste domingo (24) o autor do atentado cometido ontem à noite contra a Polícia Civil em Lucas do Rio Verde. Na ocasião, o jovem de 22 anos acabou ateando fogo numa viatura que estava estacionada em enfrente a Delegacia Municipal. Bombeiros contiveram as chamas, mas não impediram que o fogo consumisse o veículo.

Após o crime, policiais civis de Lucas do Rio Verde, com reforço encaminhado pela Polícia Regional, passaram a investigar o crime. A principal linha de investigação foi uma postagem feita pelo jovem em redes sociais. Ele assumiu a autoria do atentado. Ao alegar ser usuário de drogas como meio para conter crises de ansiedade, o rapaz justificou o crime como vingança pelo comportamento de um policial militar.

“Iremos interrogá-lo. Ele faz algumas afirmações, algo relacionado a abuso de autoridade. Se isso ocorreu ou não, este fato que ele fez é lamentável. Deveria procurar as vias legais”, declarou o delegado Marcelo Maidame, citando que o rapaz é maior de idade e deve ter a prisão preventiva pedida pela Polícia Civil junto à Justiça. “Face à gravidade do ato que ele fez”, reforçou o delegado, acrescentando que o prédio da Polícia Civil ficou sob risco de ser incendiado em razão da proximidade com a viatura em chamas.

Ao chegar à Delegacia, o rapaz chorou, mas não falou com a imprensa.

Foto: Reprodução

jovem preso LRV

Investigações prosseguem

O investigador João Cleberson informou que o acusado confessou o crime e, embora tenha se entregado, responderá pelos atos. Ele cita que atos como esse tendem a deixar os policiais ainda mais atentos e prontos para combater atos criminais. “Vamos continuar as diligências hoje e segue nos próximos dias. Criminosos falando, ovacionando porque aconteceu isso com a Polícia. Isso não é apenas contra a instituição, mas contra o Estado, a Polícia Civil aqui representa o Estado de Mato Grosso”, pontuou.

Embora tenha apresentado versão de que a motivação teria sido provocada por suposto abuso de autoridade, as investigações prosseguem para averiguar se há envolvimento ou incentivo de facções criminosas em razão de prisões e apreensões de entorpecentes.

Segundo a Polícia Civil, a viatura incendiada era nova, recém-entregue ao município e tinha menos de 1 mil quilômetros. “Tínhamos três viaturas, agora ficamos com duas. E as razões que ele indicou para praticar o crime não tem justificativa”, observou o delegado Eugenio Rudy Junior, que enalteceu o empenho da equipe de policiais envolvidos na investigação e que culminou na detenção do acusado.



Comente esta notícia