NOVA MUTUM, 24 de Julho de 2024
icon weather 15 º 29 º
DÓLAR: R$ 5,66
Logomarca

POLÍCIA Sexta-feira, 08 de Dezembro de 2023, 09:58 - A | A

08 de Dezembro de 2023, 09h:58 - A | A

POLÍCIA / Perfurações de Faca

Funileiro e cliente brigam por conta de reparo em veículo e vão parar no hospital em MT

Airton Marques/Olhar Direto



Dois homens ficaram feridos durante briga em uma funilaria em Aripuanã (995 Km de Cuiabá), na noite desta quinta-feira (08). A Guarnição da Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de esfaqueamento na rua Manoel Pedro de Oliveira, próximo ao Atacado Boa Esperança, encontrando um homem caído no chão. O Serviço Móvel de Atendimento de Emergência (SAMU) foi chamado para prestar socorro, enquanto, simultaneamente, o Hospital Municipal informava sobre a entrada de outra vítima de facadas na ala de urgência. 

A investigação revelou que os dois feridos, identificados como suspeitos de 44 e 51 anos, estiveram envolvidos em uma luta corporal. Segundo relatos do suspeito de 51 anos, ambos discutiram enquanto ele realizava reparos no veículo do outro. 

De acordo com relatos, após a briga, o cliente mandou o funileiro abaixar o macaco hidráulico que era utilizado para fazer o reparo, pois iria levar veículo. No momento em que o dono do estabelecimento deitou embaixo do veículo, o suspeito de 44 anos, então, desferiu golpes de faca, desencadeando uma briga onde as duas partes ficaram feridas. 

O confronto envolveu facadas nas regiões do pescoço, ombro, barriga e costas. A vítima de 51 anos conseguiu tomar a faca do agressor, mas este, por sua vez, utilizou uma barra de ferro. Ambos foram encontrados em diferentes locais após o episódio, sendo socorridos e levados ao Hospital Municipal de Aripuanã. 

No hospital, a polícia apreendeu uma bainha de faca na cintura do suspeito de 44 anos. Na cena do crime, respingos de sangue e uma faca suja foram encontrados, indicando a possível arma do crime. Tanto a faca quanto a bainha foram apreendidas pelo Instituto de Criminalística. 

Os dois envolvidos permanecem sob cuidados médicos, enquanto as autoridades continuam investigando as circunstâncias que levaram a esse violento confronto em Aripuanã



Comente esta notícia