NOVA MUTUM, 28 de Maio de 2024
icon weather 12 º 24 º
DÓLAR: R$ 5,17
Logomarca

GERAL Terça-feira, 17 de Abril de 2018, 03:07 - A | A

17 de Abril de 2018, 03h:07 - A | A

GERAL / JUSTIÇA

Acusado de matar marido da amante há 12 anos em Nova Mutum vai a júri popular esta semana

Só Notícias
Nova Mutum



O júri popular do principal suspeito de assassinar José Turella, em 2006, está marcado para a próxima sexta-feira (20). Consta no processo que o crime ocorreu em janeiro, na residência da vítima. Perante aos jurados, o réu, que tem 39 anos e está em liberdade, responderá por homicídio simples. Caso condenado poderá pegar de seis a 20 anos de prisão.

Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), o acusado mantinha um relacionamento amoroso com a mulher da vítima. No dia 28 de janeiro, o réu foi até a residência, sob o pretexto de pegar roupas que eram lavadas pela esposa de José. No local, no entanto, escutou uma discussão entre o casal e decidiu intervir.

José e o réu entraram em luta corporal e saíram “rolando” pela rua. O acusado estaria armado e durante a briga acabou atingindo a vítima com um tiro no peito. Em seguida, fugiu, no entanto, se apresentou, dias depois, na delegacia. Ao analisar o caso, o juiz Jacob Sauer, em dezembro de 2013, chegou a absolver o suspeito sumariamente, acatando a tese de legítima defesa proposta pela defesa.

O Ministério Público Estadual recorreu. Ao analisar a solicitação, a Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça entendeu que o suspeito deveria ser submetido a júri popular e reformou a sentença de primeira instância.

A sessão de julgamento está prevista para começar às 9h.



Comente esta notícia