NOVA MUTUM, 17 de Julho de 2024
icon weather 17 º 36 º
DÓLAR: R$ 5,48
Logomarca

GERAL Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2023, 22:40 - A | A

18 de Dezembro de 2023, 22h:40 - A | A

GERAL / MÉRITO

Nova Mutum celebra a contribuição de personalidades locais com a honraria “O Semeador”

Estatueta foi concedida pela Prefeitura a mais oito pessoas que marcaram a história do município

Gilmar Alves/Gcom
Nova Mutum/MT



Em uma noite memorável, a Prefeitura de Nova Mutum homenageou oito personalidades locais com a honraria “O Semeador”, edição de 2023. O evento, realizado no auditório do Sindicato Rural, foi marcado por emoção, reconhecimento e celebração.

Criada pela Lei Municipal n° 1914/2015, “O Semeador” é a honraria máxima do município, um símbolo de gratidão e reconhecimento às pessoas que se destacaram ou prestaram serviços relevantes à sociedade mutuense. Este ano, a estatueta honorífica foi entregue a Marcia Badan Faria, Maciel Ferreira da Silva, Valdenir Affonso Palhares, Neuro Antônio Coradini, Claudio Hissao Omoto, Enide Azambuja Ribas Uggeri, Vitalino Bonini e Onésio Barros Botelho.

A cerimônia foi um momento de reflexão e celebração, com os homenageados revivendo suas jornadas através de um vídeo que retratava suas biografias e momentos marcantes de suas vidas.

O prefeito Leandro Félix, em seu discurso, enfatizou a importância de reconhecer e valorizar as pessoas que contribuem para o desenvolvimento de Nova Mutum. Para o vice-prefeito Alcindo Uggeri, agraciado com a honraria em 2018, a cerimônia é um marco para Nova Mutum e incentiva os homenageados a continuarem contribuindo para a construção de uma cidade cada vez melhor.

A noite foi encerrada com um jantar e apresentações musicais, celebrando a contribuição e o impacto dos homenageados na sociedade mutuense.

Confira o histórico dos homenageados:

Image2.jpg

 

Marcia Badan Faria, nascida em 04 de janeiro de 1959, em Bela Vista do Paraíso, Paraná, é filha de Francisco Badan e Carmelia Martins Badan. Mãe de três filhos: Vanessa, Lucas e Julia Vitória, Marcia é uma mulher de grande determinação e coragem.

Buscando melhores condições de vida e proximidade com a família, Marcia mudou-se para Nova Mutum em 1984, indo morar na Fazenda Mutum, onde seus pais já viviam e trabalhavam há dois anos. Durante os cinco anos em que viveu na fazenda, seu esposo Osvaldo Alves Faria assumiu o cargo de vereador na primeira legislatura de Nova Mutum, e ela iniciou sua jornada na educação, trabalhando como zeladora em uma escola.

Marcia não se contentou em ser apenas zeladora. Tornou-se merendeira, estudou e se formou em Pedagogia, depois fez pós-graduação em Educação Infantil. Chegou a assumir o cargo de diretora na Creche Mãe Amiga por 4 anos, uma experiência única que valoriza muito.

Sua trajetória na educação se estendeu por 30 anos, repletos de alegria e satisfação pelo trabalho que sempre amou. Marcia é grata a todos que fizeram parte de sua trajetória e ajudaram a moldar a pessoa que ela é hoje. Fez muitos amigos ao longo do caminho, amigos que valoriza para toda a vida.

Image7.jpg

 

Maciel Ferreira da Silva, nascido em 07 de junho de 1985, em Icaraíma, Paraná, é filho de José Ferreira da Silva e Marisa Calcetti da Silva. Ele é pai de três filhos: Gabriel, Ana Júlia e Emanuela Cossetin Ferreira.

Maciel mudou-se para Nova Mutum em 2001, com seus pais e irmãos, para continuar a trajetória de comerciante que já exercia no Paraná. Em 2004, Maciel teve uma experiência transformadora com Deus e, a partir daí, a paixão por ajudar o próximo só aumentou em seu coração.

Ingressou no curso de Administração de Empresas da antiga Faculdade Fumesunm no ano de 2007. No entanto, o chamado ministerial falou mais alto em seu coração, e em 2010 Maciel concluía o curso de Teologia. No mesmo ano foi ordenado pastor na Igreja Batista Ágape, onde exerce o pastoreio até hoje.

Um grande marco na vida de Maciel, em 2002, foi o encontro com a pessoa mais especial de toda a sua história: sua esposa Juanita. Pastor Maciel ama manter boas amizades e vê a vida como uma grande oportunidade de marcar a história das pessoas. Para ele, a vida não é sobre nós, é sobre aquele que nos deu a dádiva de vivê-la. Tudo é sobre Deus.

foto: reprodução

semeador

 

Valdenir Affonso Palhares, Nascido em Bebedouro, São Paulo, em 18 de janeiro de 1949, é filho de Bento e Eunice Palhares.

Após residir e trabalhar em diversos estados do Brasil, já pai de quatro filhos, esteve em Nova Mutum a serviço no ano de 1993, como funcionário da Eletronorte. Na ocasião, apaixonou-se pela promissora cidade que tinha somente 9 mil habitantes.

Sem pensar duas vezes, pediu à empresa que o transferisse para Nova Mutum, e aqui veio morar com sua esposa, a paraense Verônica Xavier. Residiram na cidade por três anos e meio, enquanto Valdenir trabalhava como operador da subestação de energia. Depois de um período em Tucuruí, no Pará, retornou a Nova Mutum em 1999, após se aposentar. Desde então permanece com a família na sua cidade do coração.

Conhecido por ajudar muitas pessoas necessitadas, Valdenir Palhares já enfrentou preconceito por conta de suas atitudes pouco convencionais, mas sempre voltadas a fazer o bem ao próximo. Certa vez, com um dinheiro que conseguiu ajuntando latinhas na rua, comprou 11 pula-pulas e os doou para escolas públicas de Nova Mutum. No início as pessoas estranhavam o fato de um senhor com a vida estabilizada ajuntar latinhas na rua, mas com o tempo, muitos passaram a colaborar com a sua missão.

Ainda com a ajuda recebida de comerciantes e particulares, arrecadava roupas e brinquedos para doar a pessoas carentes. Em 2012 candidatou-se a vereador de Nova Mutum, ficando com a suplência do saudoso vereador Eurico do Nortão. Porém preferiu não assumir o cargo e seguiu com suas atividades.

Image5.jpg

 

Neuro Antônio Coradini, Nascido em 13 de junho de 1955, em Ijuí, Rio Grande do Sul, é filho de Alfredo Coradini e Ana Donato Coradini.

Mudou para Nova Mutum em junho de 1980, com o projeto de seguir e ampliar a atividade agrícola que já exercia do sul do país, sua verdadeira vocação. Em busca de áreas maiores a preços melhores, comprou lote na 2ª Etapa da Colonização Mutum, onde abriu o cerrado e iniciou o plantio de arroz.

Em 1983, neuro casou-se com Odete Inês Coradini. É pai de André, Augusto, Rafael e Jeiza, e avô de dois netos. Com muita fé em Deus e determinação, a família superou as dificuldades dos primeiros anos, como a falta de infraestrutura e de recursos e as crises da agricultura.

Neuro é atuante na comunidade mutuense desde 1981, quando presidiu o grupo de jovens da igreja Católica e integrou um dos primeiros times de futebol da então agrovila. Atou no CTG Porteira da Amazônia desde sua fundação, onde foi patrão diversas vezes.

É sócio-fundador da Credimutum e da Coopermutum, onde ainda coopera. Neuro também integra a sociedade da Mutum Cereais. Atualmente, juntamente com os filhos, exerce a agricultura e a suinocultura com áreas em Nova Mutum e Tabaporã, Mato Grosso. Católico praticante, tem sempre como meta Deus, família e progresso. Acredita e investe na tecnologia no campo para seguir sempre evoluindo.

Image8.jpg

 

 

Enide Azambuja Ribas Uggeri, Nascida em 4 de julho de 1940, na histórica cidade de Santo Ângelo das Missões, Rio Grande do Sul, é filha de Bráulio Ribas e Maria Azambuja Ribas. Cursou o ginásio e o segundo grau no colégio Beata Tereza Verzéri, em Santo Ângelo, onde concluiu o Magistério aos 19 anos.

Na juventude foi eleita primeira prenda do CTG de Santo Ângelo. Iniciou a carreira profissional em 1960 como professora primária em Entre-Ijuís. Formou-se em Filosofia e em Letras pela Unijuí e ainda jovem exerceu diversas funções na área da Educação.

Em 1963, casou-se com o economista e agricultor Alcindo Uggeri, com quem teve os filhos Alessandro e Luciana. A história da família em Mato Grosso iniciou em 1975, quando o Alcindo veio para ampliar a atividade agrícola da família. Enide e os filhos permaneceram no Rio Grande do Sul por motivos de saúde e trabalho, mas acompanhavam Alcindo em viagens. No ano de 86, Enide mudou-se com os filhos para Cuiabá, e em 92, com toda a família, fixou residência definitiva em Nova Mutum.

Aqui no município, Enide destacou-se como liderança em diversas frentes da comunidade. Com toda sua bagagem, foi coordenadora do projeto “Um Salto para o Futuro”; presidiu a Cooperativa Feminina de Produção (Coofepro) e foi Diretora-Geral da Fundação Municipal de Ensino Superior de Nova Mutum (FUMESUNM). Atualmente se dedica exclusivamente à sua família, aos filhos e netas, acreditando que os valores da família tradicional são o melhor núcleo social para o desenvolvimento do ser humano.

Image3.jpg

 

Vitalino Bonini, nascido em 27 de agosto de 1951, em Pejuçara, Rio Grande do Sul, é filho de Atulio Bonini e Virginia Rapacki. Ele é pai de quatro filhos: Denise, Débora, Giovani e Jordani, e avô de três netos: Giovanna, Enzo e Felipe.

Vitalino mudou-se para Mato Grosso em 1981 com a esposa Elizabete Marchesan e seus três filhos. Instalou-se em Nova Mutum e, juntamente com seu irmão Belino, iniciou a preparação da terra e o primeiro plantio, estabelecendo-se na atividade agrícola, que mantém até os dias atuais.

Em 1998, um grave acidente ocorreu, onde Vitalino acabou ficando viúvo. Após meses em recuperação, retomou aos poucos as atividades diárias. Posteriormente, iniciou união com Salete Mignotti e teve seu quarto filho, Jordani.

Vitalino foi atuante no processo de colonização de Nova Mutum e na construção das primeiras obras da agrovila, como o Pavilhão Comunitário. Também foi um dos primeiros mantenedores da APAE local, causa que até hoje apoia, sócio fundador do CTG Porteira da Amazônia e da Cooperativa Sicredi. Atualmente, é sócio proprietário da Fonte Jordani, de onde se envasa a Água Mineral Bonini. Após um longo processo de mais de treze anos, iniciou as atividades em janeiro deste ano. Um sonho realizado aos 72 anos de idade, conquistado com muita perseverança.

Image4.jpg

 

Onésio Barros Botelho, nasceu em 05 de dezembro de 1967, em Cuiabá. Filho de José Santana Botelho e Benedita Barros Botelho, é casado com Daiane Cristina Vassoler e pai de Annyeli, Nathalia e Gustavo.

Onésio formou-se técnico agropecuário pela Escola Técnica de São Vicente. Sua trajetória profissional inclui atuação no Indea Mato Grosso, onde foi Chefe de Unidade Local de Execução em Várzea Grande, e no Ministério da Agricultura (Mapa) de 1987 a 1997.

Mudou-se para Nova Mutum em 1996 para trabalhar no INDEA. No ano seguinte prestou concurso pela prefeitura de Nova Mutum, onde foi efetivado técnico agropecuário em 1997. Foi Secretário Municipal de Obras de 2002 a 2008, sob a gestão do prefeito Adriano Pivetta, destacando-se pela grande dedicação.

Em uma oportunidade de trabalhar na empresa Vanguarda, afastou-se do cargo de concursado em 2009. Voltou à função de Secretário de Obras de 2013 a 2020, novamente com o prefeito Adriano Pivetta, e continua no cargo até o presente momento sob a gestão de Leandro Félix.

Onésio Botelho tem um grande apreço por Nova Mutum, cidade que lhe deu grandes oportunidades e é maravilhosa para se viver.

 


Comente esta notícia