NOVA MUTUM, 16 de Junho de 2024
icon weather 21 º 32 º
DÓLAR: R$ 5,38
Logomarca

GERAL Sábado, 04 de Março de 2017, 04:16 - A | A

04 de Março de 2017, 04h:16 - A | A

GERAL /

Presidente do TJ comenta sobre a instalação de mais uma Vara na Comarca de Nova Mutum



O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), Rui Ramos Ribeiro, esteve no município de Nova Mutum na tarde desta sexta-feira (03), ocasião em que se reuniu com os dois magistrados que atuam na Comarca local, os juízes, Cassio Leite Barros Neto e Luciana Moretti, vice-prefeito Leandro Felix (PSDC), e presidente da Câmara Municipal, Airton Pessi o Quick (PSDB).

Durante a visita o presidente do TJ, junto as autoridades oficializou a acessão do antigo prédio do Fórum da Comarca para a Prefeitura Municipal, e anunciou a instalação da 3º Vara, para a Comarca.

A acessão do antigo prédio do Fórum foi uma solicitação da administração municipal quando firmou um compromisso junto ao Tribunal de Justiça da parceria para a construção das novas instalações que foi inaugurada no final do ano passado.

O vice-prefeito, Leandro Felix, que na oportunidade representou o prefeito Adriano Pivetta (PDT), destacou que esta parceria entre o município, TJ-MT e a comunidade, vem acontecendo desde 2004, quando foi construído o primeiro prédio, que funcionava até no ano passado.

“Em 2016 tivemos o privilégio de inaugurar essa nova estrutura através da credibilidade que o município tem com o Tribunal de Justiça, onde foi construído esse grande prédio num período de apenas 9 meses, entre o processo licitatório até a conclusão da obra. E hoje estamos recebendo a acessão do prédio antigo, e vamos utilizar para os trabalho do município como secretarias e outras atividades”, disse o vice-prefeito.

O presidente do TJ destacou o lamentável fato que ocorreu recentemente no estado do Rio Grande do Norte, e destacou que é necessário um esforço concentrado para garantir a diminuição dos processos que estão em andamento ou seja, aqueles que abrigam os denominados presos provisórios.

“A minha estada aqui é exatamente para conhecer as instalações do Fórum que eu não conhecia, também aproveitar para fazer a acessão do prédio do antigo Fórum, e já constatar para que se instale ainda neste primeiro semestre uma terceira Vara com competência criminal, e conhecer ao menos meio que superficial, mas poder ver fisicamente o local onde funciona a Cadeia Pública, que naturalmente está adaptada, e por estar adaptada não oferece melhores condições para o recolhimento dos presos, sejam eles provisórios e também aqueles que já foram definitivamente julgados”, concluiu o magistrado.

Fonte:DiarioNorte/Foto:WesleyMoreno



Comente esta notícia