NOVA MUTUM, 17 de Junho de 2024
icon weather 21 º 37 º
DÓLAR: R$ 5,42
Logomarca

GERAL Terça-feira, 12 de Setembro de 2017, 17:34 - A | A

12 de Setembro de 2017, 17h:34 - A | A

GERAL /

Trabalhadores dos Correios podem entrar em greve na próxima semana em Mato Grosso



Estão marcadas para a próxima quinta-feira (14) as assembleias gerais do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios, Telégrafos e Serviços Postais (Sintect), que podem definir greve geral em Mato Grosso.

De acordo com o presidente do sindicato, Edmar Leite, a categoria cobra concurso público, reajuste de remuneração de 8%, R$ 300 de acréscimo linear aos salários, e manutenção da empresa pública (contra privatização).

“O Gilberto Kassab (ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) anunciou que estava estudando abrir o capital ou privatizar de vez a empresa. Então, nossa primeira pauta é contra a privatização. Também estamos em campanha contra a retirada de direitos conquistados ao longo dos anos, com o plano de saúde, por exemplo”, explicou Edmar.

Caso a categoria decida por maioria, a greve geral no Estado começará a partir das 22h do dia 19 de setembro (próxima terça-feira). Alguns setores podem paralisar ainda antes, no dia 18 de setembro. “A gente fez uma mobilização há algum tempo atrás e o combinado é de que haveria compensação das horas. Porém, mesmo assim, em alguns setores em Cuiabá, por exemplo, houve desconto de salários. Exemplo: trabalhadores que ganham R$ 1.500, chegaram a ter R$ 700 de desconto. Se a empresa não devolver estes valores até sexta-feira (15), o pessoal destes setores já param antes”.

As assembleias estão previstas para começar a partir das 17h em várias cidades do Estado (cada uma com horário diferente). As assembleias serão realizadas na praça da República, em Cuiabá, na avenida Goiânia, em Rondonópolis, na rua General Osório, em Cáceres, na rua Sapotis, em Sinop, e na avenida Ariosto da Riva, em Alta Floresta.

Fonte:SoNoticias



Comente esta notícia