NOVA MUTUM, 23 de Setembro de 2021
icon weather 24 º 41 º
DÓLAR: R$ 5,29
Logomarca

POLÍCIA Segunda-feira, 26 de Julho de 2021, 11:50 - A | A

AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA

Juíza mantém prisão e manda dono da Verde Transportes para cadeia dos "famosos" em MT

O empresário se entregou à Justiça na manhã do domingo, após passar 2 meses foragido. Ele é acusado de crimes de corrupção em contratos do transporte intermunicipal

Silvia Devaux/RepórterMT

Foto: Divulgação

image

A  juíza plantonista Maria Rosi de Meira Borba manteve a prisão preventiva do empresário Éder Pinheiro, dono do Grupo Verde Transportes, durante audiência de custódia na tarde de domingo (25).

O proprietário da Verde Transportes, que se entregou na manhã do domingo à Polinter (Serviço de Polícia Interestadual), em Cuiabá, está preso no Centro de Custódia da Capital (CCC).

 

Éder Pinheiro foi levado para o CCC para presos com formação superior. Ele teve o mandado de prisão expedido no dia 14 de maio, na ocasião da 3ª fase da Operação Rota Final.

Apontado pelo Ministério Público do Estado (MPE) como o chefe da quadrilha que tentou fraudar a licitação do Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso, ele estava foragido há 2 meses.

O  Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco) e o Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) deflagraram em maio a 3ª fase da operação para apurar a fraude promovida pelo então governo de Silval Barbosa.

Prisão e crimes famosos

Centro de Custódia da Capital é conhecido por receber dezenas de políticos conhecidos no Estado e no país. Já passaram por lá o ex-governador Silval Barbosa, o ex-presidente de Assembleia Legislativa, José Riva, ex-deputados Mauro Savi e Gilmar Fabris, o ex-secretário do Governo Silva, Eder Moraes, além de outras dezenas de políticos e empresários, acusados e alguns condenados por crimes de corrupção.



Imprimir

Comentários