NOVA MUTUM, 14 de Julho de 2024
icon weather 11 º 27 º
DÓLAR: R$ 5,43
Logomarca

POLÍCIA Domingo, 24 de Dezembro de 2023, 17:47 - A | A

24 de Dezembro de 2023, 17h:47 - A | A

POLÍCIA / EXCESSO DE CACHAÇA

Peladona abala a paz de cidade em MT e joga calcinha em clientes de bar

Dono do bar chamou a PM para prender a mulher que perturbava seus clientes

Welington Sabino/ Folha Max



A tranquilidade da pacata Lambari D’Oeste, - cidade de 5 mil habitantes na região Oeste de Mato Grosso -, foi “abalada”  na madrugada deste domingo (24) por causa de uma mulher de 36 anos, que além de andar peladona por algumas ruas, ainda perturbou frequentadores de um bar, jogando sua calcinha na cara dos clientes.

Por causa do ato de perturbação, a mulher acabou presa pela Polícia Militar após ter sido denunciada por um homem de 35 anos que figura na condição de "vítima". No boletim registrado pela PM o caso foi classificado como “ato obsceno consumado”.

O documento policial aponta que para o atendimento da ocorrência foi solicitado, inclusive, o apoio de uma viatura de Rio Branco, outro município de 5 mil habitantes, que fica a cerca de 15 km de Lambari D’Oeste.

A denúncia recebida pela corporação dizia que a mulher estaria no centro da cidade, sem roupas, e perturbando outras pessoas, mas num primeiro momento ela não foi encontrada pela viatura durante rondas pelas imediações, por volta das 2 horas. 

Posteriormente, o dono do Bar Point Mix, situado na Avenida Boa Vista, compareceu ao batalhão da Polícia Militar e relatou que a mulher chegou em seu estabelecimento perturbando os clientes. Segundo o dono do bar, a mulher tirava a calcinha e jogava nas pessoas. Em seu Instagram, o estabelecimento é divulgado como “o melhor lugar para se divertir, com show ao vivo e cerveja gelada”.

Conforme o denunciante, a “suspeita” tirava suas vestes e colocava novamente, falando palavras de baixo calão, além de tomar as bebidas dos clientes sem autorização. Foi então que os militares deram voz de prisão para a mulher e encaminharam ela para a delegacia de Rio Branco para que a Polícia Civil pudesse adotar as medidas cabíveis ao caso.

Por enquanto, mesmo em tempos de celulares nas mãos prontos para registrar qualquer bafão, não surgiram nas redes sociais fotos e nem vídeos mostrando a “desenvoltura” da peladona ao jogar sua calcinha contra os clientes do bar.



Comente esta notícia