NOVA MUTUM, 21 de Julho de 2024
icon weather 19 º 31 º
DÓLAR: R$ 5,60
Logomarca

GERAL Terça-feira, 18 de Maio de 2021, 09:56 - A | A

18 de Maio de 2021, 09h:56 - A | A

GERAL / ENSINO PÚBLICO

Mauro defende volta às aulas: "Não dá para esperar até o fim do ano"

De acordo com o governador Mauro Mendes, os alunos estão sendo prejudicados com a parada das aulas por causa da pandemia da covid-19.

Raul Bradock/RepórterMT



O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), defendeu em declaração na segunda-feira (17), o retorno das aulas presenciais para os alunos da rede estadual de ensino. Segundo o chefe do Executivo, os estudantes estão sendo prejudicados com a ‘parada total’ das aulas por conta da pandemia da covid-19.

"Nós temos que encontrar formas seguras de trabalhar. Não dá de esperar até o final do ano. Porque tem professores que acabaram de passar no concurso, que têm vinte e poucos anos [...] E aí, vão ser vacinados daqui 4, 6 meses? Então, nós não podemos penalizar os nossos alunos", pontuou Mauro.

No início do mês, uma das alternativas apontadas por Mauro Mendes seria a possibilidade de o Governo do Estado custear a internet dos estudantes.

"Neste momento, a gente está negociando com fornecedores uma internet reversa para os nossos 380 mil alunos... Para acessar, óbvio, conteúdos escolares", havia explicado.

 

O governo tem buscado incluir professores no grupo prioritário de vacinação, mas ainda não houve autorização.

Ainda sobre o assunto, o governador explica que apesar da categoria de professores não ter prioridade na fila da vacina, a imunização de outros grupos minimiza o contágio da covid-19, isso em um possível retorno às aulas presenciais.

"Uma parte dos professores que tem comorbidades foi imunizada, uma parte da população acima de 60 anos foi imunizada", disse.



Comente esta notícia