NOVA MUTUM, 14 de Julho de 2024
icon weather 11 º 27 º
DÓLAR: R$ 5,43
Logomarca

SORRISO Domingo, 03 de Dezembro de 2023, 20:57 - A | A

03 de Dezembro de 2023, 20h:57 - A | A

SORRISO / PREDADOR SEXUAL

Pedreiro relata em depoimento que via mãe levar crianças para escola em Sorriso/MT

Amanda Divina/Olhar Direto
Sorriso/MT



Em depoimento à Polícia Civil, Gilberto Rodrigues dos Anjos relatou que costumava ver quando Cleci Calvi Cardoso, de 46 anos, levava as filhas para escola. A mulher e as três filhas foram assassinadas em uma residência de Sorriso (396 km de Cuiabá), no último final de semana. 

Gilberto afirmou que estava trabalhando na obra e que dormia na construção. Por este motivo, ele via a mãe sair de casa com as crianças para levá-las à escola. Disse ainda que não teve contato com elas antes do ocorrido. 

Na sexta-feira (24), Gilberto invadiu a residência pela janela do banheiro e matou quatro mulheres. Além de Cleci, foram mortas Miliane Calvi Cardoso, de 19 anos, Manuela Calvi Cardoso, de 13 anos e Melissa Calvi Cardoso, de 10 anos. 

A mãe foi esfaqueada primeiro e chegou a retirar um tufo de cabelo do agressor. Miliane ouviu o barulho e, ao verificar o que estava acontecendo, também foi esfaqueada por Gilberto. 

Em seguida ele foi na direção do quarto das crianças. Manuela foi morta esfaqueada e Melissa foi asfixiada com as mãos e um travesseiro. 

Três delas foram abusadas sexualmente. Após o crime, Gilberto fugiu pela janela onde entrou e retornou para a obra. No dia seguinte, ele trabalhou normalmente. 

Gilberto foi preso durante a manhã de segunda-feira (27), após os corpos das quatro vítimas terem sido encontrados. Ele alegou que teria invadido a propriedade com o intuito de roubar. 

Com ele, foram encontradas peças de roupas íntimas das vítimas. Devido à repercussão do caso, o criminoso precisou ser transferido para a Penitenciária Central do Estado (PCE), onde está em uma cela separada.



Comente esta notícia

Eros Graus Dias 04/12/2023

Daqui uns dias, está solto para cometer outras atrocidades, enquanto um monstro deste com péssimos antecedentes criminais, alta periculosidade andava solto, homens e mulheres íntegras e primários, sai condenados a 17 anos, sem sequer der ido na praça dos três \"puder\", basta por vingança contra um homem que tentou colocar ordem no chiqueiro.

positivo
0
negativo
0

Wanderson Fernandes 04/12/2023

Esse país é uma vergonha para toda sociedade de bem que aqui mora ou frequenta! País onde os políticos são os maiores assassinos pois matam em massa e não tem vontade de mudar as leis pois prejudicariam eles e familiares! Aqui é preso quem morre, e quem comete o crime passa por recuperação ????????????????

positivo
0
negativo
0

Hélio Rubano 04/12/2023

Esse monstro já tinha duas passagens, uma por crime sexual e outra por latrocínio, que é considerado crime hediondo, e estava na rua. Enquanto isso pessoas estão presas condenadas a 17 anos no presídio da papuda por terem depredado a praça dos três poderes em Brasília.

positivo
0
negativo
0

Sonia Rodrigues 04/12/2023

Vidas e vividas com nossos antecedentes esse assassino vai viver lembrando do que fez sem nenhum problema só vida longa sem arrependimento oque ele merece e uma pena de morte mais Deus sebe oque faz.

positivo
0
negativo
0

4 comentários

1 de 1