NOVA MUTUM, 14 de Julho de 2024
icon weather 11 º 24 º
DÓLAR: R$ 5,43
Logomarca

SORRISO Sábado, 06 de Março de 2021, 14:18 - A | A

06 de Março de 2021, 14h:18 - A | A

SORRISO / EXCESSO DE CHUVA

Sorriso deve decretar situação de emergência

Sorriso deve decretar situação de emergência

Portal Sorriso
Sorriso-MT



Políticos de Sorriso e dos municípios vizinhos estiveram reunidos, neste sábado, no Centro de Eventos Ari José Riedi, para avaliar a situação provocada pelas constantes chuvas e analisar o pedido de Situação de Emergência. Os índices pluviométricos registrados nos últimos vêm causando não somente danos às estradas vicinais, mas também perdas nas lavouras. 

O prefeito de Sorriso, Ari Lafin, disse que na segunda-feira (8) será feito o levantamento completo para decretar situação de emergência, por meio das Defesas Civis estadual e municipal. 

Caso o governo do Estado também decrete estado de calamidade pública, os produtores e as prefeituras passam a ter acesso às políticas públicas voltadas para minimizar os efeitos das chuvas. Para tanto, é preciso que os municípios comprovem a existência de danos e prejuízos referentes às chuvas por meio de um levantamento in loco e preenchimento de formulário específico no qual deve constar todas as informações, como a área afetada, as causas e efeitos, danos materiais, econômicos, públicos e privados, dentre outros. 

"Cada município elabora o seu estado de emergência, embasado no levantamento de dados, que será encaminhado ao governo do estado para que seja decretado estado de calamidade. Perdemos a janela do milho e isso terá um reflexo nas negociações e na geração de empregos, isso também reflete no comércio, menos dinheiro local, menos empregos e menos oportunidades para todos", lamentou o prefeito Lafin. 

O produtor rural Tiago Stefanello, delegado-coordenador Aprosoja e presidente e conselheiro fiscal do Sindicato Rural de Sorriso, informou que no município houve a colheita de aproximadamente 80% da área de soja. "Há milhões de reais de prejuízo, e estresse que gera essa situação. Os produtores querem pelo menos honrar os compromissos", frisou.  

Assim como Sorriso deve decretar situação emergência com o intuito de que o Governo estadual reconheça a situação de calamidade pública, Sinop também segue por este caminho. 

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Sinop, Klayton Gonçalves,  destacou o cenário negativo. "Em nenhum dos piores momentos imaginamos teríamos um cenário desse. É um momento difícil, mas essa união fará a diferença para garantir aos produtores que trabalhem com mais tranquilidade do futuro, pois há agricultores que tiveram perdas de 70% a 80%, e há casos de pessoas que perderam quase 100% do seu plantio e isso trará um impacto econômico na região". 



Comente esta notícia