NOVA MUTUM, 27 de Maio de 2024
icon weather 9 º 26 º
DÓLAR: R$ 5,17
Logomarca

GERAL Domingo, 07 de Outubro de 2018, 16:06 - A | A

07 de Outubro de 2018, 16h:06 - A | A

GERAL / ELEIÇÕES 2018

Eleitores de Sorriso relatam problemas no processamento de votos pela urna eletrônica

TRE diz que há boatos e que todos os votos estão sendo computados

Power Mix com Portal Sorriso



Uma mulher e um homem, moradores de Sorriso, registraram queixa na delegacia de Polícia Civil (PJC) por afirmarem que não conseguiram votar no seu candidato (a) para presidente. Procurado, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Mato Grosso diz que que votos a todos os candidatos estão sendo processados.

Durante a votação, na seção 200 da 43ª Zona Eleitoral, na escola Leôncio Pinheiro da Silva, a eleitora Bernardete Perin Vitali disse não ter entendido porque não apareceu a foto do candidato quando digitou o número dele. E mesmo assim foi confirmado o voto para presidente.

“Não aparece foto e nem a confirmação do meu candidato. Vou fazer b.o porque tenho dever, mas também tenho o meu direito. Comuniquei o presidente da seção, mas já tinha apagado, e me falaram que é normal. Mas eu não consegui confirmar o voto do meu candidato, e eu vim registrar b.o. A tela apagou e apareceu a palavra gravando”, reclamou.

Emilio Dalla Vecchia disse que, durante a votação, na seção 39 da Escola 13 de Maio, em Sorriso, também não apareceu a foto do seu candidato à presidência. “Não apareceu imagem nenhuma e sumiu, apareceu um chuvisco. Eu achei que fosse assim mesmo”.

TRE se posiciona

O TRE disse que não há problemas quanto ao processamento dos votos na urna. Veja, abaixo, nota na íntegra:

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso esclarece que é falsa a mensagem que circula na internet, de que os votos a determinado candidato a presidente não estão sendo processados. Vários fatores podem levar a essa falsa conclusão.

Um deles é a ânsia do eleitor em votar primeiro para presidente. Ocorre que a urna possui uma ordem de votação, que precisa ser respeitada. O eleitor deve votar primeiro para deputado federal, depois estadual, senador 1, senador 2, governador e, por fim, presidente da república.

Se o eleitor apertar os dois dígitos do candidato a presidente da República em primeiro lugar, e se nesse estado aquela legenda não lançou candidatos a deputado federal, aparecerá a expressão “voto nulo”. Daí o fato de o eleitor pensar que a urna eletrônica anulará seu voto para presidente. Contudo, nos estados onde aquele partido lançou candidatos a deputado federal, ainda assim não aparecerá a foto do candidato a presidente, porque em verdade o eleitor estará votando na legenda para os candidatos de deputado federal daquela agremiação partidária.

Além disso, é necessário esclarecer que, para senador, é necessário votar em dois candidatos diferentes, já que são duas vagas. Se o eleitor tentar votar no mesmo candidato duas vezes, o segundo voto será anulado.

O TRE de Mato Grosso esclarece ainda que são falsos os vídeos que circulam na internet, no qual uma urna supostamente completa, por sua conta, o voto para presidente. Trata-se de falsificação grosseira. Esses vídeos sequer mostram o teclado da urna.



Comente esta notícia