NOVA MUTUM, 28 de Maio de 2024
icon weather 11 º 19 º
DÓLAR: R$ 5,17
Logomarca

GERAL Segunda-feira, 03 de Dezembro de 2018, 09:17 - A | A

03 de Dezembro de 2018, 09h:17 - A | A

GERAL / ACIDENTE

Presidente e diretor do Sintep Mato Grosso morrem em acidente no Médio Norte

Só Notícias



Os professores  Jocilene Barboza, 42 anos, e Júlio César Viana, 65 anos, morreram, ontem à tarde, em acidente na BR 163, próximo ao Posto Gil, quando a caminhonete VW Amarok que estavam se envolveu em colisão frontal com uma carreta, placas de Maringá (PR). Eles não resistiram aos graves ferimentos.

Jocilene era presidente do Sintep (Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público) e, Julio, era diretor-secretário de Articulação Sindical. Os dois estavam em Juara (300 km de Sinop) em atividade com novos concursados e voltavam para casa quando houve o acidente.

Os locais dos velórios dos professores serão velados e sepultados ainda serão anunciados.  “É possível que seja na capela Jardins, em Cuiabá”, informa a assessoria, ao Só Notícias. Os corpos continuam no IML em Diamantino onde está sendo concluída necropsia.

As causas do acidente começam a ser apuradas. De acordo com a assessoria do sindicato, Julio dirigia a caminhonete e chovia muito.

Em nota, o Sintep lamentou profundamente o falecimento dos dirigentes.

Jocilene nasceu no Mato Grosso do Sul, mudou-se para Peixoto de Azevedo, no Nortão, e depois para Alta Floresta, onde, em 1995 ingressou na rede estadual de ensino como técnica administrativa educacional. Era formada em Ciências Biológicas pela Unemat e mestre em Educação pela UFMT. No sindicato, atuou como secretária de funcionários, secretária geral, vice-presidente e, no final de junho deste ano, foi eleita presidente.  “Primeira mulher, negra e funcionária de escola, a presidência do sindicato, em 53 anos de história”, destaca o Sintep.

Júlio Cesar Martins Viana também residiu no Nortão – em Itaúba (90 km de Sinop). Formou-se em pedagogia e ao integrar o cotidiano da escola pública e começou sua militância sindical, em 1984, na Associação Mato-grossense dos Professores (AMP). Participou da unificação da luta e ajudou a transformar a entidade na Associação Mato-grossense dos Profissionais de Educação (AMPE), em 1987. Compôs a frente de sindicalistas cutistas da educação que aprovou, no Congresso Estadual da AMPE, realizado em 1988, a filiação da entidade à Central Única dos Trabalhadores (CUT). O mesmo evento aprovou a mudança da AMPE para o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep), sendo um de seus fundadores. Fez parte da primeira diretoria, foi delegado regional, representando o Nortão e presidente da subsede de Colíder, de 1992 a 1998. Em 1997, foi eleito vice-presidente do Sintep e assumiu a presidência da entidade para concluir o mandato, por ocasião do afastamento do presidente para concorrer ao cargo de governador do Estado. Foi eleito presidente do sindicato nas duas gestões que se seguiram, período de (1998 a 2003) e (2003 a 2006).  Atualmente, era diretor com atuação na Secretaria de Articulação Sindical. Ele também dirigiu a Central Única dos Trabalhadores (CUT) de Mato Grosso por duas gestões sucessivas, de 2003 a 2009.



Álbum de fotos

Foto: Assessoria PRF/MT

Foto: Assessoria PRF/MT

Foto: Assessoria PRF/MT

Foto: Assessoria PRF/MT

Foto: Assessoria PRF/MT

Foto: Assessoria PRF/MT

Foto: Assessoria PRF/MT

Foto: Assessoria PRF/MT

Comente esta notícia