NOVA MUTUM, 17 de Julho de 2024
icon weather 15 º 29 º
DÓLAR: R$ 5,48
Logomarca

GERAL Quarta-feira, 30 de Dezembro de 2015, 15:35 - A | A

30 de Dezembro de 2015, 15h:35 - A | A

GERAL /

Produção de Uva em Nova Mutum é destaque em MT



O clima tropical de Mato Grosso é ideal para a produção de soja, milho, algodão e, quem diria, também de uva. O sócio-proprietário da empresa que produz suco de uva em Nova Mutum, a 269 km de Cuiabá, Michel Le Plus, faz questão de destacar que as uvas para a produção de sucos adoram, apesar de boa parte da produção ser feita na região sul do país, de tempo seco e calor, clima característico do estado entre os meses de maio a outubro.

O produtor destina 30 hectares da propriedade dele ao cultivo de uvas para suco e de mesa e mais 5 hectares para variedades de uvas para pesquisa.

Le Plus é francês e mantém a empresa em sociedade com o irmão, que vive na França. Ele se mudou para o país na década de 1970 e se estabeleceu em Mato Grosso. Na França, antes de vir para o Brasil, já teve sociedade com um chateaux que produzia vinhos.

Fábrica de sucos

Em 2001, teve início a produção de suco de uva com 100 mil litros engarrafados pela fábrica. Já de 15 de julho a 15 de novembro deste ano, durante a safra de uva, a fábrica produziu cerca de 350 mil litros de suco, 30% a mais que em 2014. No entanto, a capacidade total poderia chegar a 650 mil litros de suco ao ano se houvesse uma quantidade maior de matéria-prima e de funcionários.

A busca por um produto mais saudável tem mostrado o mercado de sucos como promissor, segundo Le Plus. “Acho que as pessoas estão diminuindo o consumo de refrigerantes, há uma conscientização, uma mudança de hábitos. Acredito que o consumo de suco de frutas vai aumentar muito”, afirma.

As primeiras garrafas produzidas usavam a variedade Isabel Precoce pura. A mistura evoluiu para Isabel Precoce BRS Cora e desde 2006 é usada a mistura de 80% de Isabel Precoce, que traz a doçura e o paladar ao suco, e 20% de Violet, que é mais ácida, mas dá a cor escura à bebida.

Para serem engarrafadas, as uvas passam pela desbagaçadeira, onde os frutos são separados do cacho. As uvas passam por uma tubulação aquecida e caem em uma caldeira, onde permanecerá por 40 minutos. Depois segue para outra máquina onde são espremidas e perdem bagaços e sementes. O líquido chega a ser aquecido a 85ºC e em seguida é resfriado novamente e chega ao setor onde é colocado em garrafas, que recebem tampas e etiquetas.

As garrafas saem da fábrica ainda aquecidas e recebem um esguicho de água para serem resfriadas e armazenadas.

Le Plus explica que o suco de uva é integral, pois não são acrescentados ingredientes como água ou açúcar ao líquido. O aquecimento do suco garante a pasteurização e dispensa a adição de conservantes. “O suco tem validade de 2 anos, não porque estrague após esse tempo, mas porque é o prazo de validade que o fabricante da tampa nos dá”, diz.

A criação de uma empresa bem-sucedida, no entanto, não aconteceu do dia para a noite. Foi preciso muita pesquisa para encontrar variedades que se adaptassem bem às características de Mato Grosso.

Produção de suco mais que triplicou em treze anos (Foto: Amanda Sampaio/ G1)
 
Garrafas são resfriadas com jatos de água antes do armazenamento (Foto: Amanda Sampaio/ G1)
 
São usados 20% da uva Violet para dar a cor escura ao suco de uva (Foto: Amanda Sampaio/ G1)
 

Fonte:G1MT



Comente esta notícia