NOVA MUTUM, 14 de Junho de 2024
icon weather 21 º 37 º
DÓLAR: R$ 5,38
Logomarca

GERAL Sexta-feira, 02 de Junho de 2017, 18:17 - A | A

02 de Junho de 2017, 18h:17 - A | A

GERAL /

Jovem assassinada em Sinop será sepultada em Nova Mutum



Será sepultada nesta sexta-feira (02), no cemitério municipal de Nova Mutum, o corpo da jovem Anne Caroline da Silva Santos, 20 anos,atingida por tiros na noite de quarta-feira (31), em um ponto de ônibus, na estrada Sabrina, no bairro Boa Vista.

A funerária Dois Irmãos confirmou a imprensa nesta manhã, que o corpo chegou em no municipio ainda na noite desta quinta-feira, o horário de sepultamento foi confirmado para as 16h.

Ainda não está confirmada a motivação do assassinato. A principal hipótese, no entanto, é que Anne Caroline tenha reagido a um assalto. Esta versão foi repassada aos policiais militares ainda no local, por testemunhas.

A Polícia Militar nos repassou esta informação, com base no depoimento de terceiros, mas a Polícia Civil terá que analisar para saber se foi isso mesmo.

O local é ermo, isolado, então, não foi possível verificar outras possibilidades subjetivas. "O nosso trabalho se resumiu em perpetuar a materialidade do crime”, explicou Leandro Valendorf, da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

Ele atuou como segundo perito no caso. Segundo Leandro, no local foram encontradas cápsulas de arma de fogo, possivelmente de calibre nove milímetros. “Ainda precisa de análise para confirmar, mas é sugestiva para este calibre”. De acordo com o perito, Anne Carolina foi atingida principalmente na região no pescoço.

“Percebemos ao menos três perfurações provenientes de projétil. Agora, fica a cargo da Medicina Legal apontar, de fato, quantos tiros atingiram a vítima”. Testemunhas contaram que dois homens, em uma motocicleta, se aproximaram e dispararam contra a jovem, que morreu na hora.

Caso a hipótese de latrocínio seja confirmada, a investigação ficará a cargo da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (Derf). Em caso de assassinato por outra motivação, o caso passará para a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Fonte:DiarioNorte



Comente esta notícia